Lagoa da Pampulha

Em Meados da década de 30 o então prefeito de Belo Horizonte, Otacílio Negrão de Lima, decidiu represar o Rio Pampulha para torná-lo uma lagoa com o intuito reduzir os riscos de enchente na região e utilizar a água da lagoa para auxiliar no abastecimento da cidade. O projeto só foi concluído em 1943, durante o mandato de Juscelino Kubitschek como prefeito de Belo Horizonte. Juscelino que já tinha planos para a modernização de BH, utilizou o entorno da lagoa como local para a construção de pontos turísticos como a Igreja de São Francisco, Museu de Arte Moderna e a Casa do Baile, todos projetos do arquiteto Oscar Niemeyer. Hoje em dia a região da lagoa abriga além desses, boa parte dos pontos turísticos de Belo Horizonte como os estádios Mineirão e Mineirinho, o jardim zoológico de BH e o Parque Ecológico da Pampulha. Além disso, a região está a poucos quilômetros do aeroporto Carlos Drummond de Andrade.

Ou seja, essa região é o ponto de partida para moradores e turistas que visitam Belo Horizonte e querem conhecer um pouco das aras verdes, opções de lazer e cultura da capital de Minas Gerais.

lagoa da pampulha.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s